Clockwork Comunicação

Twitter

O que é o clipping?

blog Pausa Dramática

Prostitutas de luxo do cinema

8 de out de 2009


Audrey Hepburn, Shirley MacLaine, Julia Roberts, Nicole Kidman e Audrey Tautou. Elas estiveram sempre no cinema. Glamurizadas e muito diferentes das reais. As prostitutas do cinema são sempre apaixonadas e apaixonantes. Charmosas, às vezes rudes, acabam roubando o coração do mocinho mais desavisado. Para não favorecer meu filme preferido, vou listar aqui alguns em ordem cronológica.




Bonequinha de Luxo (1961)


Direção: Blake Edwards


A prostituta e seu amor: Audrey Hepburn e George Peppard


O drama: A prostituta de luxo (Hepburn) se interessa por um jovem que muda-se para seu prédio. Sem saber que ele é pobre e um gigolô, acaba se apaixonando por ele.


Oscar: 5 indicações, incluindo melhor atriz e roteiro. Levou melhor musica (Moon River) e trilha sonora.




Irma La Dulce (1963)


Direção: Billy Wilder


A prostituta e seu amor: Shirley MacLaine e Jack Lemmon


O drama: policial execrado após dar batida em ponto de prostituição se apaixona por prostituta “preferida” dos clientes (MacLaine). Enquanto cria uma maneira de tirá-la da vida fácil, se fantasia como Lorde X, e ela acaba se apaixonando pelo falso lorde.


Oscar: Venceu todas as indicações: trilha sonora, fotografia em cores e atriz (Shirley MacLaine)




Uma Linda Mulher (1990)


Direção: Garry Marshall


A prostituta e seu amor: Julia Roberts e Richard Gere


O drama: milionário contrata prostituta para sua acompanhante e se apaixona por ela. Seus modos rudes e sem classe contrastam com a fineza dos modos do moço. Mas o amor supera todas as diferenças....


Oscar: indicado para melhor atriz. Não levou. Segundo o crítico Rubens Ewald Filho, Julia Roberts levou o Oscar por Erin Brockvich anos depois como consolação por não ter ganho este.





Moulin Rouge (2001)


Direção: Baz Luhrmann


A prostituta e seu amor: Nicole Kidman e Ewan McGregor


O drama: a cortesã mais disputada do cabaré Moulin Rouge se apaixona por escritor pobre ao confundi-lo com um duque riquíssimo. O romance é atrapalhado por disputas de poder e uma doença fatal da moça. Meu filme preferido de todos os tempos, reinventou o musical no cinema.


Oscar: 8 indicações, incluindo melhor filme e atriz (Nicole Kidman). Ganhou melhor direção de arte e figurino. Segundo o crítico Rubens Ewald Filho, Nicole Kidman levou o Oscar por As Horas depois como consolação por não ter ganho este.





Amar não tem Preço (2006)


Direção: Pierre Salvadori


A prostituta e seu amor: Audrey Tautou e Gald Elmaleh


O drama: prostituta de luxo confunde atendente de bar com milionário e se apaixona por ele, enquanto o homem faz-se passar por rico para conquistá-la e acaba tornando-se gigolô.


Oscar: não passou nem perto, mas foi indicado ao Golden Trailer Awards de melhor trailer estrangeiro e venceu o NRJ Ciné Awards de melhor beijo(!!!).

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Clockwork News by TNB