Clockwork Comunicação

Twitter

O que é o clipping?

blog Pausa Dramática

Kindle no Brasil

13 de out de 2009

As revistas Época e Veja dessa semana, dão como manchete de capa a chegada do tão falado Kindle, o leitor digital de textos da Amazon que já vendeu mais de um milhão de unidades nos EUA, onde é comercializado desde 2007. O modelo que chega por aqui é o Kindle 2. Para adquiri-lo é preciso fazer um cadastro no site da Amazon, ter cartão de crédito internacional e desembolsar mais de mil reais.
Considerado um agente subversivo capaz de mudar a relação que estabelecemos com o papel, o Kindle dá acesso a mais de 200.000 livros digitalizados à venda no site da Amazon. Para comprá-los, o usuário se conecta ao site via 3G, internet móvel rápida, ou na ausência dessa, via Edge, mais lenta. A transação é feita via cartão de crédito e leva cerca de 60 segundos. Também é possível transferir arquivos em PDF e Word.
Quem já experimentou garante que você demora um pouco a se acostumar e ser seduzido pelo papel digital. Além disso, como toda tecnologia iniciante, parece cheio de detalhes a ser melhorados. Mas o grande trunfo é de poder levar uma biblioteca com você e poder ler todos eles sem carregar um grande peso. Outra vantagem do Kindle é sua e-ink, ou tinta digital em que a tela não reflete luz, sendo possível que ler à beira da piscina. No Brasil, ainda há poucos livros disponíveis para compra e as editoras não parecem muitos dispostas a apostar no formato logo de imediato.
Os principais concorrentes do Kindle são readers da Sony.

1 comentários:

Clockwork Comunicação disse...

O kindle promete a mesma revolução que o mp3... mas acho q por aqui ainda demora

13 de outubro de 2009 07:57

Postar um comentário

 

2009 ·Clockwork News by TNB