Clockwork Comunicação

Twitter

O que é o clipping?

blog Pausa Dramática

Curitiba tem casa de chá com o preferido de Maria Antonieta

14 de mai de 2010

13-05-10
Curitiba tem o chá que Maria Antonieta, a rainha mais desprezada da França, bebia no Palácio de Versalhes. Espere: não era qualquer chá. Feito do botão de jasmim e em contato com água quente desabrocha uma delicada flor. Detalhe: a cor da flor é sempre uma surpresa. Trata-se do chá branco Yin Zen, de origem chinesa, que há mais de mil anos proporciona um espetáculo aos olhos e ao paladar. Para experimentá-lo, basta ir ao The Kettle, localizado no centro da capital paranaense. E você nem precisa ser da realeza...


Yin Zen é um chá "flowering tea" servido em bule translúcido na casa de chás The Kettle, no Centro de Curitiba

O Yin Zen é um flowering tea, o chá branco milenar mais precioso da China. Ele é feito com um botão de flor e envolto com folhas de chá verde. Após ser ressecado, recebe aroma de lavanda e é costurado no formato de um buquê com finos fios de algodão. Em contato com água quente, as folhas se desprendem e, como mágica, uma flor "nasce". Além do aspecto visual, a surpresa do chá ainda fica com as cores e formatos da flor, que são sempre diferentes. É simplesmente fantástico. E delicioso!
 
No The Kettle, o flowering tea é exclusivamente preparado na mesa do cliente em um bule transparenteo de 500 ml para todos assistirem ao desabrochar da flor, que pode durar até 15 minutos. A água do chá é servida quente - ferve-se a água e ela descansa de três a cinco minutos para não queimar as folhas do Yin Zen - e o cliente tem direito a um segundo refil. Importante: peça o segundo refil do chá branco, pois a bebida fica com um sabor mais característico e as notas de lavanda são mais perceptíveis ao olfato. O preço do bule (500 ml com direito a mais um refil) é R$ 29,50. Quem quiser pode ainda comprar o Yin Zen e fazer em casa. Cada buquê custa R$ 20.


Uma dica: para experimentar o “flowering tea” vá acompanhado de no mínimo mais uma pessoa. Afinal, você recebe um litro de chá. Além disso, a experiência de ver a flor desabrochar é única e merece ser compartilhada. O que seria apenas o ato de experimentar uma bebida se transforma em um ritual único e espetacular. Definitivamente, um chá para beber (também) com os olhos.

Five O’Clock Tea

Outra atração do The Kettle é o autêntico Five O’Clock Tea, o famoso Chá das Cinco da Inglaterra, que apesar do nome é servido a qualquer hora do dia. O chá completo é servido com um bule de 500 ml do English Five O’Clock Tea, o típico chá preto inglês com sabor forte e distinto, acompanhado de confeitos e salgados.

Deliciosos e fresquinhos, o cliente recebe, nesta ordem, quatro finger sandwiches (pão de forma branco ou integral, recheado com sabores e temperos à moda inglesa), um muffin salgado (azeitona com alecrim, gorgonzola ou mussarela), dois scones (pãozinho inglês de sabor natural ou maçã com passas servido com nata e geleia caseira) e uma fatia de torta. Se eu fosse você, pediria a torta Victorian Sandwich. O Five O’Clock Tea completo serve uma pessoa e sai por R$ 32.

Victorian Sandwich

Por falar nela, esta é a torta perfeita para acompanhar o chá preto English Five O’Clock Tea, entre diversos outros. Britânica por excelência, a torta doce Victorian Sandwich leva este nome por ser um “sanduíche” da massa de bolo inglês com recheio de geleia artesanal de morango, nata e morangos frescos. A fatia não é tão generosa, mas compensa no sabor. É de dar água na boca. A delícia inglesa sai por R$ 6,50.

Chás

No cardápio do The Kettle há 29 variedades de chás e infusões. Há desde os tradicionais chás preto, verde e oolong, feitos a partir da folha da Camellia Sinensis, até as infusões de ervas e frutas. Uma viagem para o paladar!

Os chás são importados da Alemanha. O cliente recebe a bebida pronta na mesa, que pode ser servida em canecas (200 ml) ou bules (500 ml), acompanhada por uma singela (e deliciosa) bolachinha de gengibre com melado. Todos os chás são feitos a partir de porções específicas e apenas a granel (esqueça aqueles saquinhos que vemos nos supermercados). Os preços variam entre R$ 5,40 (caneca) e R$ 29,50 (bule).

O local comercializa outras bebidas, doces, salgados e pratos quentes. Entre os doces, a especialidade da casa é o bolo de semente de papoula. A receita exclusiva não contém farinha e é feita a partir de sementes de papoula e amêndoas. A fatia custa R$ 7,50.

A Casa de chás

Inspirado nas casas de chá da Inglaterra, o The Kettle (bule em inglês), é há três anos um "refúgio" no meio do cotidiano frenético que vivemos no centro de Curitiba. O local é ideal para conversas de fim de tarde com amigos, família ou aquela pessoa especial. Assim que você pede uma xícara de chá parece que tudo a sua volta exige que você simplesmente relaxe. “Para mim, tomar chá é uma experiência espiritual”, definiu Barbara Fingerle Ramina, proprietária do The Kettle e apaixonada por chás.

Com decoração domiciliar, o local dispõe de sofás, poltronas macias (que afundam quando você senta) e até uma lareira, que fica acesa nos dias frios – como estes que estamos enfrentando ultimamente. Impossível não notar o lustre ladeado com oito lâmpadas, 32 xícaras, oito pires e um bule no centro do teto. Totalmente temático.

Outro detalhe também se dá a mesa: talheres prontamente expostos, além de xícaras e bules de porcelana fina pintados à mão pela artista plástica Denise Roulet. Ah, e não posso deixar de citar a “roupinha” do bule, customizada especialmente para a decoração da casa. Um charme!
 
Do Guia da Gazeta do Povo

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Clockwork News by TNB